Admiro a Fog Creek e seu fundador, o Joel Spolsky há muito tempo e recentemente aumentei um pouco mais essa admiração, graças a um dos últimos produtos que lançaram, o Trello. O Trello é uma ferramenta de gerenciamento de projetos muito fácil de usar e extremamente versátil. No site oficial do produto é possível ver algumas sugestões de uso, como planejamento de eventos, recrutamento, vendas, além do caso que eu uso: desenvolvimento de software. Com o Trello é muito fácil emular os “quadros” que são comuns em técnicas de gerenciamento ágil como Scrum e Kanban. Outras vantagens são a existência de uma API, facilidade de trabalho em equipe, facilidade de mover tarefas entre quadros e reorganizá-las, compatibilidade com dispositivos móveis (apesar de algumas funcionalidades ficarem restritas ao navegador desktop) e o preço: grátis. Algumas imagens para ilustrar o funcionamento. Ao fazer login é apresentada esta tela, com as organizações (Coderockr) e o Boards (quadros, os projetos)

Ao criar um novo Board é criado três listas: To Do (tarefas a fazer), Doing (tarefas sendo feitas) e Done (tarefas finalizadas). Esses nomes podem ser alterados e novas listas podem ser adicionas.

Nessa tela é possível ver algumas tarefas criadas, o feed de atividades, com tudo que aconteceu no projeto e os membros da equipe

Cada tarefa pode ser alterada, atribuída a um membro, ter comentários, votos, data de entrega e anexos.

O Trello é uma ferramenta bem simples e está sendo bastante útil nos projetos que estou trabalhando no momento. Me parece uma ótima opção para várias áreas de trabalho e vale a avaliação e testes detalhados por parte dos gerentes de projeto e demais profissionais.