Como montar um bom currículo

Para desenvolvedores e designers

Desde 2010, quando fundamos a Coderockr, uma das tarefas mais difíceis e importantes que eu tenho realizado é a contratação de pessoas. Neste post gostaria de compartilhar algumas ideias que podem ajudar na escrita de um currículo para desenvolvedores e designers.

Com o passar do tempo nós fomos evoluindo nosso processo e atualmente ele é formado por quatro etapas:

leitura de currículos -> entrevista -> teste técnico -> entrevista com a equipe.

O processo é um “funil”, ou seja, o currículo é a primeira etapa e é geralmente onde encontro o maior número de problemas. Currículos com pouca informação, bagunçados e que acabam mais atrapalhando do que ajudando.

Quando recebo um currículo para analisar, as informações que eu procuro geralmente são: quem é a pessoa, o que ela fez, onde ela trabalhou e o que ela conhece. Então vou separar o post nestes quatro tópicos e montar um exemplo usando o meu próprio currículo. Não sou especialista em recursos humanos então esta é apenas a minha opinião e experiência depois de sete anos lendo currículos.

Quem é você?

As informações mais importantes são Nome, idade, cidade, estado e formas de contato como e-mail, site pessoal, Skype. Algumas informações não são importantes como rua (não vou mandar uma carta para você), Facebook, Twitter, telefone (eu dificilmente ligo para os meus pais, imagina para uma pessoa que acabei de conhecer). A ideia aqui é facilitar a vida de quem vai ler seu currículo para entrar em contato e separar por cidade por exemplo.

O que você fez?

Esse é um ponto importante e fico surpreso como pouca gente usa isso. É aqui a sua chance de mostrar o que é capaz de fazer, o que já realizou. Se você é um desenvolvedor tente lembrar os projetos que teve orgulho de trabalhar, que desempenhou um papel importante, quais projetos open source contribuiu, etc. Se é palestrante inclua links para slides, ou posts, ou livros. Designers podem citar links para seus portfolios em sites pessoais ou especializados como Behance, Dribbble, etc.

Onde você trabalhou?

Uma lista dos locais onde você trabalhou, com uma pequena frase resumindo quais papeis desempenhou lá. Se você teve experiências em áreas diferentes da relacionada a vaga eu não acho muito importante. Já recebi currículos para vaga de desenvolvedor citando experiências que não agregam muito à area, como mecânico.

O que você conhece?

Aqui pode-se citar os cursos de graduação, pós-graduação e quaisquer outros cursos e certificações que sejam relevantes. Curso de datilografia e onde você fez o ensino médio dificilmente contam muitos pontos ;)

E para finalizar, uma dica importante: o formato do arquivo. Por favor, não mande em nada diferente de PDF. É a melhor forma porque todos os sistemas operacionais tem leitores de PDF, você garante que nenhuma fonte legal que usou vai quebrar quando alguém abrir o seu documento do Word no Pages ou OpenOffice. E se quiser facilitar ainda mais a vida das pessoas (e ganhar ainda mais pontos) nomeie o arquivo com seu nome. Algo como CurriculoEltonMinetto.pdf. Sem acentos ou espaços, porque você quer mostrar o quanto entende de tecnologia, certo?

Se quiser ver um exemplo eu formatei o meu currículo neste formato.

Como eu comentei lá no começo, essas dicas são baseadas apenas na minha experiência e em nenhuma ciência ou norma. Se você ou sua empresa tiverem outras sugestões, ou não concordar com algo, aproveite para compartilhar sua opinião.

comments powered by Disqus