Meus dois centavos sobre o MicroPHP Manifesto

Nos últimos dias um post tem gerado alguma discussão entre os programadores PHP: o MicroPHP Manifesto (post original e o site que foi gerado depois) Confesso que concordo com vários pontos levantados pelo Ed Finkler no seu artigo, principalmente no ponto de que alguns frameworks estão ficando muito mais complexos do que o necessário. Logo depois da publicação do post surgiram algumas respostas (essa e essa, por exemplo), umas concordando e outras crucificando o autor. A minha opinião é: depende :) Depende do projeto. Estou trabalhando atualmente em um projeto enorme, com vários requisitos técnicos bem avançados, com equipes trabalhando remotamente e paralelamente. Neste projeto estamos usando Zend Framework e Doctrine e foi a melhor decisão. Ao mesmo tempo precisei ministrar um curso onde o foco eram tecnologias bem específicas e não precisava adicionar complexidade, então a melhor opção foi o Slim, conforme comentei em outro post. Aliás, gostamos tanto do Slim que estamos usando em outros pequenos projetos da Coderockr. Gosto também da abordagem do Symfony, seus componentes e o Silex, micro-framework baseado nestes componentes. Eu acho que o post teve um bom efeito, que foi gerar a discussão sobre o assunto, mas ele não deve ser levado tão ao pé da letra e nem gerar flamewars intermináveis. A idéia é sempre analisar qual é a melhor situação para seu projeto, e mesmo usando algo completo, como o Zend Framework, tentar sempre manter o desenvolvimento o mais simples e bem implementado.

comments powered by Disqus